Friday, February 1, 2013

nascida na Ajuda (museu das coisas e das sombras)

os meus primeiros recreios públicos foram em Belém e incluíram, embora eu não me recorde precisamente disto, o Museu de Etnologia. depois da queda do (nosso) império, este foi um museu maldito. a revolução quis acabar com a portugalidade então associada a salazar e à ditadura (o fado, a arte popular - outro museu com semelhante sorte, o rural, e a antropologia, as tribos antigas e os objectos do ex-império). finalmente reabre este museu, que era uma janela de quinhentos anos sobre a nossa história, com uma colecção permanente (e não apenas as mostras temporárias, pacotes alugados a outros lugares). que a memória se reponha através dos objectos.

(a propósito)


No comments:

 
Share