light gazing, ışığa bakmak

Tuesday, August 25, 2009

a meras seis páginas

do final do Coronel Chabert, uma novela afluente do roman-fleuve A Comédia Humana de Balzac (em 1993 Depardieu vestiu-lhe o capote, não sei se faz justiça à figura do velho coronel), finalmente uma Belgian Chocolate Mousse, que sou capaz de adoptar para o futuro.


Belgian Chocolate Mousse

o quê: 150 gr de chocolate, 1 pacote de natas, 2 ovos, sete colheres de açúcar.

como: derreter o chocolate em banho maria e deixar arrefecer um pouco. bater as natas em castelo com uma colher de açúcar. bater as claras em castelo com 4 colheres de açúcar. juntar as duas gemas às restantes duas colheres de açúcar. juntar a mistura das gemas ao chocolate e mexer. juntar as natas e finalmente incorporar as claras em castelo.

de The food and cooking of Belgium. de notar que os putos não só gostaram, aprovaram, lamberam o resto e finalmente fizeram pinturas tribais com ela.

nota 2: finalmente aprendi a derreter chocolate sem stress. para fazer bombons, são precisos 31º constantes.

2 comments:

Pec a mil no fim de agosto said...

Deliciosa, a ideia das pinturas tribais. =o)

A receita, já copiada e colada no bloco de notas. Mas fica escondida até a receita estar pronta. Estou a imaginar o Gajo a ver os ingredientes: "chocolate, açúcar, ovos e natas tudo junto? isso é uma bomba diabética!" =oP

a mesa de luz said...

cara, braços e barriga. a água do banho... bom.. :))) é verdade que é um cocktail diabólico, mas pelo menos é leve de comer :)

 
Share