light gazing, ışığa bakmak

Sunday, September 13, 2009

O Homem de Londres

"You frequently work in black and white. Why do you prefer that?

It's very simple. If you want to make a colour movie, and you go out onto the street, and you want to create the right atmosphere, you must paint the whole street, because every house is red, blue, green and so on. And you have no colours, you just have some colour chaos. For me it's a kind of naturalism, the colour movie. With black and white you can keep it more stylistic, you can keep more of a distance between the film and reality which is important."

entrevista a Béla Tarr, daqui.


um choque estético. visualmente faz mais sentido do que-. baseado no conto de Simenon, outro souvenir belge, este O Homem de Londres é o último filme de Béla Tarr, de 2007. comparado a Tarkovsky, exaltado por Susan Sontag who numbered his films among those "heroic violations of the norms" on which cinema's future may depend. este é mesmo muito o meu cinema. Também é verdade que Simenon dá um infinito de possibilidade ao cinema.

5 comments:

Anonymous said...

Sobre o Simenon é verdade: mas En Cas de Malheur, de Autant-Lara, ainda é o meu "Simenon cinema" preferido.
Berlino

a mesa de luz said...

aah.. não conheço!

Anonymous said...

Pena...Claude Autant-Lara não é um cinesta indispensável, mas este seu filme talvez o seja. Para além da solidez da narrativa, vale a pena ver Brigite Bardot com um desempenho muito feliz, que não passa pelo seu (belo) corpo. E um Jean Gabin, admirável, como sempre.
O filme passa de vez em quando na Cinemateca e existe na mediateca do Instituto Franco-Portugais.
Berlino

Anonymous said...

Cineasta...desculpe.

a mesa de luz said...

E lá está ele...! (http://80.172.26.55/opacweb/bin/opacweb.dll/RecordDetail?XFile=Print&PrintOptions=F&ResultSetType=RS&ResultSetName=RS001&Action=RecordDetail&OptionDetail=IF&PrintOptions=T&Index=0&NN=R0005554&LastNN=R0005554&FullNotice=T) Obrigada pela informação. Tantas vezes que lá fui com "música" e não sabia que a Mediateca era "utilizável". Se não me engano, passarei por lá brevemente.
Obrigada :)
Ana

 
Share