Sunday, December 2, 2012

fronteiras

devolvam a bicicleta ao chinês


(1371-1433)
via Olinda li a história de Feng Yunxiang, referido como Eric Cheng na notícias nacionais. a sua bio. a página do projecto, que me chamou a atenção pela poluição de plástico na montanha Dongda e no lago Bangong e no lago Rangwu, penso que tudo no tibete, mas para ver melhor. o projecto deste ciclista amante do ar livre e licenciado em computação e tecnologia era partir da sua cidade, Zheng He em homenagem ao navegador Zhenghe que viveu durante a dinastia Ming e ao navegador português, o infante português d. Henrique. a sua viagem de 19.000 km através de 11 países, e com início no dia da terra, serve para promover a sustentabilidade do planeta e a protecção ambiental. quase no final do seu percurso, em Sines, a bicicleta foi roubada e uma notícia de quinta categoria publicada nos jornais portugueses. uma empresa de branding e marketing da linha de cascais decidiu pegar na ideia (de um modo triste mas que chamou as atenções - afinal de que outro modo teria eu sabido da história?) e enviar ao 'chinês' uma bicicleta nova, portuguesa, e alguns souvenirs nacionais e regionais que apaguem a má impressão e mostrem que afinal somos um excelente país. na lista de prendas: réplicas de monumentos nacionais, chocolates, enlatados, um galo de barcelos, enfim, uma panóplia de goodies que deliciarão o sr. Feng Yunxiang.

brincamos com o que é sério.  mais sobre a viagem aqui, de onde retirei as fotos seguintes.







imagens do Tibete: lago de Bangong (ou Pangong), no Tibete. Dongda mountain.

"Visitantes ao Tibete muitas vezes ver muitas bandeiras de escrituras ondulação, mas se olhar mais de perto, eles vão encontrar as bandeiras de escrituras foram substituídos por muitos "mal branco" (white sacos de plástico) nos vales e montanhas, entre, e os seres divinos na terra santa foram desrespeitados por essas aleatoriamente liberados "males". que eu não sei se vamos ou não ser punido, mas percebi que nossos amigos os animais tiveram suas vidas ameaçadas. Para sobreviver dificuldades naturais no planalto tibetano , os animais têm que procurar seu alimento no lixo do ser humano. É difícil dizer que esta cena não é uma prevue de um filme de desenvolvimento humano mostrado por seres divinos.", as impressões do viajante na tradução imperfeita mas suficiente do google.



a recepção do ciclista na Alemanha, esse país de bárbaros.


todas as fotos. dito isto, duvido que ele tenha pedalado da Alemanha para Portugal, mas enfim, os mistérios da net.

No comments:

 
Share