light gazing, ışığa bakmak

Wednesday, April 1, 2009

"Murder is a man thing"

reading Night Train, Martin Amis. suponho que deve ser desconfortável, talvez não para a editora, o sistema implacável e matemático de notas que se fazem a uma obra. neste caso a média deve dar B, com C- ao final e ao exagero linguístico. um policial é um policial. (e aqui)

olha a "minha" citação no vortex... gostei de conhecer o vortex, que no mundo escolheu a mesma frase do que eu. afinal no mundo fica em lisboa e tem menos 6 anos. gostei das imagens, muito deste tempo. e agora a citação do Night Train.

"Murders are men’s work. Men commit them, men clean up after them. Because men like violence. Women really don’t figure that much, except as victims, and among the bereaved, of course, and as witnesses. Ten or twelve years back, during the arms buildup toward the end of Reagan’s first term, when the nuclear thing was on everyone’s mind, it seemed to me that the ultimate homicide was coming and one day I’d get the dispatcher’s call alerting me to five billion dead: “All of them, except you and me.” In full consciousness and broad daylight men sat at desks drawing up contingency plans to murder everybody. I kept saying out loud: ” Where are the women?” Where were the women? I’ll tell you: They were witnesses. Those straggly chicks on their tents on Greenham Common, England, making the military crazy with their presence and their stares — they were witnesses. Naturally, the nuclear arrangement, the nuclear machine, was strictly men only. Murder is a man thing."

in Night Train, M. Amis

4 comments:

Mad no Ribatejo said...

"murder is a man thing" ecoa

...

é uma pena, isso das contas, mas é o que é, não fossem elas se calhar nunca íamos ter a oportunidade de ser convencidos [e às vezes bem convencidos] a ler este ou aquele. mas quem vê números de visitantes, páginas um, comentários, trackbacks, referências a referências a referências, TWITTERS!!! [:D] vê tudo, Human Behaviour, lá dizia a Björk e não é preciso querer vender maços de papel encadernado para isso. :P Nunca teria descoberto A se não te lesse a falar sobre A + B, prontamente comentado por C.. Mas ainda assim, dispenso o borrego. ;)

a mesa de luz said...

Mad, vai muita matemática para a minha cabeça atormentada por intermináveis contas diárias e à semana e ao mês, anuais e outras que tais. sobre isto gostei de ler o 'Can Poetry Matter' ali mais abaixo. há muito barulho e o sumo está na sala ao lado :)))
(bem bom)
boas férias !

uemeai said...

sim senhor, altas matemáticas por aqui.
espero que as meninas estejam bem, uma na crista da onda e a outra recuperada a caminho da dita crista.
beijos

salamandrine said...

olá deste canto do mundo ;)))

 
Share