light gazing, ışığa bakmak

Saturday, November 28, 2009

Alberto Korda

que tirou o Che Guevara, mas é Paulita agarrando um pedaço de madeira que carrega no coração.

aqui, uma histórias de histórias do século vinte.

3 comments:

Berlino said...

Excelente ideia esta sua revisitação do Korda. A fotografia do Guevara é um ícone que fascina até aqueles que nada sabem de fotografia mas, concordo, Paulita é admirável. Só que...Paulita não fez história e Guevara sim. Voltando às listas de filmes não posso deixar de estar de acordo consigo, Ana, de que são redutoras e esquecem sempre algumas obras e alguns autores que só depois nos damos conta que eram imprescindíveis nessa lista que fizemos. Quanto a Amarcord coincidimos: se me obrigassem a escolher um único filme entre todos os que mais gosto escolheria esse. Porque é nele que encontro algo que apela à minha própria juventude (transfigurada, claro), à minha sensibilidade e, enfim, e lá vai o cliché, ao sonho. Quanto à sua lista da direita também citaria muitos dos filmes que ali inscreveu, em particular, os Ozu's. E já que falamos de cinema uma sugestão que penso lhe pode agradar muito, se não conhece já: Heremakono, de Abderramane Sissako, 2002, Mauritânia. Um filme que volta à essência do cinema: vida, cor, sensibilidade, despojamento. Vi-o com verdadeiro prazer e admiração por esse desconhecido Abderramane que mostra saber tão bem de que ingredientes se faz o cinema. Encontra-o no youtbe em nove partes. Um bom domingo! :)
Berlino

Berlino said...

Adenda: pintar a chuva de azul.
http://www.cienciahoje.pt/index.php?oid=37406&op=all

a mesa de luz said...

Obrigada! :) pelos dois links..
resto de bom Domingo!

 
Share