Thursday, August 21, 2014

silves




um mapa bailarino, o império romano do oriente, ou seja, o império bizantino (capital: Constantinopla):
555AD, Justiniano.

600 AD, imperador Maurice.

em 650AD.

ah, tão longe, em 867AD.

1180AD, eles a capital da cristandade e nós parte do império almoada.

em 1263AD. um império que começou em 330AD e durou até 1453, com sessenta anos de intervalo.

aqui o mapa no museu de Silves:

a bela vila silenciosa: vou sempre à mesma rua para almoçar no mesmo sítio para dar a mesma volta no museu arqueológico e para pensar depois que devo voltar só e ficar silenciosa com ela.

tudo aqui me fala Ozymandias...

de Shelley

I met a traveller from an antique land
Who said: "Two vast and trunkless legs of stone
Stand in the desert. Near them, on the sand,
Half sunk, a shattered visage lies, whose frown,
And wrinkled lip, and sneer of cold command,
Tell that its sculptor well those passions read
Which yet survive, stamped on these lifeless things,
The hand that mocked them and the heart that fed:
And on the pedestal these words appear:
'My name is Ozymandias, king of kings:
Look on my works, ye Mighty, and despair!'
Nothing beside remains. Round the decay
Of that colossal wreck, boundless and bare
The lone and level sands stretch far away."













"Comunicou-me Gabriel, a paz seja com ele, que nos confins do ocidente há uma ilha chamada Al-Andalus. A minha comunidade conquista-la-à depois de mim e nela os homens que morram serão mártires e os vivos serão combatentes felizes. As nuvens levá-los-ão ao local de reunião no dia do juízo." (Maomé, citação nas paredes do museu).


No comments:

 
Share