Tuesday, June 16, 2015

bloomsday e o século magnífico

que hoje é bloomsday. dêem-me um Proust recheado de madalenas todos os dias.
(a segunda série deu um salto de alcance que a primeira não tinha, enredada em problemas de mulheres, desse modo mesmo, com a conotação negativa antiga. a segunda anunciava, logo com o cerco austríaco, uma mudança de ponto de vista. o horror à altivez da representação humana, contrapor Rumi a Dante, e dizer 'o teu inferno é aqui, na palma da minha mão'. de novo, um tratado sobre o poder e, sobretudo, ver que os velhos tronos e dominações são como hoje, como sempre. essa guerra não terminou, alguma guerra chega a terminar?)

No comments:

 
Share