Sunday, July 12, 2015

Luiz da Rocha em Beja









casa centenária e um pouco desmaiada no centro da cidade, que maravilha, as cadeiras e arquitectura dos velhos cafés, as madeiras redondas, os candeeiros, os balcões, outra era e saudade onde os empregados são velhos, que maravilha, e onde se come ainda muito bem. para acrescentar à lista, o gaspacho alentejano com carapauzinhos. uma canja de morrer e um pudim flan que meu deus. em geral, Beja ficou a perder em relação a outras cidades do alentejo, talvez os responsáveis não tenham sido grande coisa. apesar de ciclovia e parques, a cidade está ainda abandonada e não recuperou da revolução. os grandes proprietários regressaram ao alentejo (o meu chefe tem vinte e sete hotéis e esta herdade), é bem visível, mas a cidade ainda não o mostra. com tempo. tantas casas lindas abandonadas no centro e tantos prédios absolutamente medonhos nos arrabaldes. são precisas gentes novas ali. talvez venham com o novo ip2 que está em construção.
o Luís da Rocha lembrou-me a Tirol na Estefânea de outros tempos, quando o meu avô a frequentava.

aqui.

No comments:

 
Share