Sunday, October 11, 2015

Mevlut

walking around like a zombie, running errands and crossing items off in to do lists, but all the while having Mevlut in my mind and roaming his streets.

Mevlut provoca questões interessantes sobre a natureza do herói. ele não é só o everyman, o oposto do herói, é um ser humano, a personagem redonda. ele é ao mesmo tempo representante e indivíduo. ao contrário do homem pobre do romance neo-realista, ele não deseja a revolução ou a mudança. Mevlut é feliz, não quer ser outra coisa, o anti-revolucionário, e no entanto, o construtor da cidade real. Mevlut está para as personagens literárias da história literária como o museu da inocência está para os grandes museus. de certo modo faz lembrar Jane Austen e o seu intricate detail. aliás: apenas quando entra Semiha - there is dust everywhere - é que Pamuk está no seu ambiente mais natural - os interiores burgueses nas proximidades de Taksim.

muitos minutos de silêncio para o atentado bombista perto da estação central de Ankara que provocou quase cem mortos e duzentos feridos entre os participantes de uma manifestação para a paz. (desde que o cessar-fogo foi suspenso pelo partido do governo, estas mortes estavam anunciadas).






No comments:

 
Share