Wednesday, July 6, 2016

lunchbreak

but not heartbreaking. para quem quiser uma sugestão, é o Polvo Vadio em Cascais onde conto ir muito em breve.

terminei depois de uma pausa atribulada o Evangelho. se Caim é uma afronta divertida directa aos demasiado bíblicos, o Evangelho é muito diferente e o amor ao filho do homem é evidente. zangada que ando, andamos, com os homens, nunca é demais voltar a Saramago que no homem concentra todas as realidades mas também todas as esperanças. a cena de amor do livro, um 'come of age' muito bonito, a única verdadeira redenção, tal como o cria o autor. estou com ele nessa fé.

No comments:

 
Share