Friday, September 2, 2016

Cannery Row

como escrevi, uma obra-prima, um tesouro. leio e pergunto-me o que aconteceu à literatura com os best-sellers e com a indústria do livro. uma obra compacta, um poema, cada palavra conta, cada imagem, cada som, como deve sempre ser.

o que me mais me deixou memória ou surpresa foi o poema citado no quase final, um poema de amor originalmente escrito em sânscrito pelo poeta de Kashmir Bilhana Kavi no século onze, Black Marigolds.

Caurapañcāśikā, here. o poeta escreveu este longo poema à filha do rei, por quem se apaixonou. o texto foi escrito na prisão, depois do pai ter tido conhecimento da ligação do poeta à sua filha, quando o autor não sabia ainda se seria executado ou não. também não sei qual o desfecho da sua vida, mas sei que deixou 50 estrofes de amor que duraram um milénio.

Even now
My thought is all of this gold-tinted king's daughter
With garlands tissue and golden buds,
Smoke tangles of her hair, and sleeping or waking
Feet trembling in love, full of pale languor;
My thought is clinging as to a lost learning
Slipped down out of the minds of men,
Labouring to bring her back into my soul.

o início. tentei explicar-lhe as razões das escritas iniciais, de um modo muito resumido: ou o amor ou a épica, esta última encomendada, eis as razões fundamentais.

And the white rats scampered and scrambled in their cages. And behind the glass the rattlesnakes lay still and stared into space with their dusty frowning eyes.

o final 'surpreendente' do livro deixa o leitor, que aguardava uma resolução, suspenso no quebra-cabeças: as cobras que olham quietas, à espera, os ratos irrequietos, enjaulados. enjaulados somos todos nós, diria eu, caçadores ou presas, presos todos na jaula de sobreviver.

Even now
When all my heavy heart is broken up
I seem to see my prison walls breaking
And then a light, and in that light a girl
Her fingers busied about her hair, her cool white arms
Faint rosy at the elbows, raised in the sunlight,
And temperate eyes that wander far away.

e porém.

No comments:

 
Share