Monday, December 1, 2014

snickerdoodle

haverá cozinha mais perdida do que a minha. from lentil soup to snickerdoodle, com menos cinco quilos volta-se ao forno. em janeiro haverá mais, talvez. este será - talvez também - o meu treat infantil do natal.

snickerdoodle popcorn  (daqui)

4 colheres de sopa de manteiga sem sal, 2 cs canela, 1/4 chávena de açúcar, 10 chávenas de 'freshly popped popcorn', 3 colheres de sopa de natas, 1 chávena de chocolate branco (chips ou bocados, o que for possível arranjar).

Forno a 150º. Misturar canela e açúcar numa tigela.
Deitar a manteiga sobre as pipocas num tigela grande, mexer para cobrir e imediatamente polvilhar com a mistura de açúcar. Dividir as pipocas pelos tabuleiros. Levar ao forno 30 min. abanando os tabuleiros de 10 em 10 min. Deixar arrefecer.
Colocar o chocolate branco e as natas em banho-maria (que linda expressão, maria que te banhas, a expressão pode ter vindo de uma mulher alquimista de Alexandria, egípcia, judia, de nome maria. o aquecimento suave pretende imitar o aquecimento natural da terra) e deixar derreter até obter uma mistura homogénea. Com um garfo, salpicar as pipocas e deixar arrefecer 30 min. Partir alguns bocados maiores e guardar em recipiente hermético até cinco dias. podia comparar o arrefecimento na culinária ao silêncio na música, ao branco na pintura, à linha interrompida dos poemas.



para as bolachas, aqui. bolachas de canela, nada mais. a competir no frasco com as areias.


No comments:

 
Share